Comissão debate implicações legais dos beauty dupes

    • 0
    • 13 de junho de 2019
    800 353 OAB Teresópolis - 13ª Subseção

    Foto: Bruno Marins  |   Clique para ampliar A Comissão de Direito da Moda (CDMD) realizou nesta quarta-feira, dia 12, um debate sobre os chamados beauty dupes. A presidente da comissão, Deborah Portilho, abriu o evento. Primeira palestrante, a advogada Fernanda Guilhermino fez o trabalho de conclusão de curso da faculdade sobre o tema e explicou que não existe um conceito fechado do que são dupes. "Os dupes são um fenômeno majoritariamente digital, que nasce da comparação entre os produtos que as consumidoras compram de marcas mais caras e depois veem que tinham uma alternativa mais barata. É a duplicação desses produtos high end de uma forma mais barata e inspirados nos mais caros, de alguma forma", disse. Ela também falou sobre a questão das propriedade intelectual dos cosméticos. Em seguida, Portilho destrinchou se os dupes podem se encaixar na questão de infração, crimes ou plágio. Depois, o makeup artist Marlon Pordec trouxe a visão técnica dos profissionais da área de beleza e maquiagem sobre os produtos. Por fim, a advogada Fernanda Pansini abordou os problemas dos dupes sob o ponto de vista do consumidor e da propriedade intelectual.Fonte

    • 0