OAB/Campos inaugura maior sala dos advogados do interior do estado

    • 0
    • 1 de junho de 2019
    800 353 OAB Teresópolis - 13ª Subseção

    Foto: Luciana Botelho  |   Clique para ampliar Eduardo Sarmento Com a presença do presidente do Conselho Federal, Felipe Santa Cruz, foi inaugurada em Campos, nesta sexta-feira, dia 31, a maior sala dos advogados do interior do estado. Com 18 computadores, o espaço situado no fórum local foi completamente revitalizado nos moldes do projeto OAB Século 21. Na ocasião foram abertos, também, três novos escritórios compartilhados na sede da subseção – agora são nove no total. Foto: Luciana Botelho |   Clique para ampliar
    Para o presidente da Seccional, Luciano Bandeira, a entrega das novas instalações é uma demonstração de que, mesmo em momentos de crise, a Ordem vem se empenhando para oferecer condições para o exercício pleno da profissão. "O processo de valorização da advocacia passa pela oferta de mais possibilidades aos colegas, por fazer diferença no dia a dia da classe. É um retorno frente ao esforço dos advogados para honrar seus compromissos. Em tempos difíceis como o que atravessamos, temos que nos fazer sempre presentes", afirmou, acompanhado pelo presidente da OAB/Campos, Cristiano Miller, que se disse honrado com a presença dos cerca de 30 presidentes de subseção que prestigiaram o evento. "Além disso, é a primeira vez que um presidente do Conselho Federal visita nossa subseção", lembrou Miller, ressaltando "o apoio irrestrito dado pela Seccional à advocacia do interior". Foto: Luciana Botelho|   Clique para ampliar
    À frente do Conselho Federal desde o início do ano, Felipe Santa Cruz participou da entrega das novas instalações e exaltou a participação cada vez maior de representantes de subseções no cotidiano da Seccional. Ele conclamou os colegas a ampliarem ainda mais os quadros da Ordem. "Passamos por momentos muito difíceis, sofremos enormes pressões. Somos mais de um milhão de advogados e temos mais de 800 mil alunos matriculados em cursos de Direito por todo o país. Temos que trazer os jovens, as mulheres e desenvolver cada vez mais nossa entidade para seguirmos fortes servindo ao Brasil. O que a advocacia espera de nós não é discurso empolado, é resultado", disse.
    Felipe lembrou que foi justamente o trabalho à frente do Departamento de Apoio às Subseções (DAS) que o alçou à Presidência da OAB/RJ e, posteriormente, ao posto máximo da advocacia nacional. "Estive aqui diversas vezes, uma delas, há alguns anos, para inaugurar o auditório da subseção. Hoje retorno, como presidente do Conselho Federal, para esta nova inauguração", completou.
    Atualmente, o DAS é comandado pelo secretário-adjunto da Seccional, Fábio Nogueira, que destacou a importância do zelo com a advocacia do interior do estado. "Estamos trazendo dignidade aos colegas da região e fazendo valer cada centavo que o advogado paga com o suor de seu trabalho".
    Para o secretário-geral da OAB/RJ, Álvaro Quintão, a advocacia do interior sente os efeitos da crise de forma mais intensa e "a Ordem não faz mais do que sua obrigação ao reconhecer essas necessidades".
    Representaram a Caarj na inauguração o presidente, Ricardo Menezes; a vice-presidente, Marisa Gaudio; e o secretário-geral, Mauro Pereira. A presidente da OAB/Bangu, Claudete Capella, foi convidada a representar todos os mandatários de subseção presentes.
    Sede reformada e novo projeto Foto: Luciana Botelho |   Clique para ampliar Além do novo espaço no fórum, os colegas de Campos receberam três novos escritórios compartilhados na sede da subseção, que passa a contar com nove salas para que os advogados possam receber seus clientes de forma reservada. Com a reforma, a Central de Peticionamento foi deslocada para os fundos do imóvel e teve o número de computadores dobrado de cinco para dez.
    Luciano destacou a importância do investimento em estrutura, mas aproveitou a presença dos presidentes de subseção para abordar a principal bandeira da atual gestão: a valorização da advocacia. Para isso, convocou os dirigentes de Ordem a colaborarem com o projeto de aceleração processual, que está sendo gestado na Seccional.
    "Embora seja fundamental, a entrega de novas instalações não é a única coisa que importa. Após a criação do sistema estadual de prerrogativas, vamos clamar pelo princípio constitucional da razoável duração do processo. É inadmissível que uma petição demore até seis meses para ser juntada. Queremos mudar a história da prestação jurisdicional em nosso estado", explicou.
    Segundo Luciano, a Ordem atuará diretamente com a Corregedoria-Geral da Justiça, comandada pelo desembargador Bernardo Garcez. "Há uma janela de oportunidade para a advocacia e é preciso que todos colaborem. Temos o compromisso do corregedor de que processo parado não será admitido em sua gestão", garantiu.
    O primeiro passo para a execução do projeto foi dado com a criação da Comissão de Celeridade Processual da OAB/RJ, cujos integrantes percorrerão as subseções explicando o escopo de atuação do grupo. "Precisamos coletar dados objetivos que demonstrem a morosidade no andamento dos processos. Vamos efetivar o lema 'advocacia valorizada, cidadania respeitada', completou Luciano.Fonte

    • 0